Espiritismo Educação Recursos Ajuda Serviços
Estudos
Salas de Estudo      O Livro dos Espíritos      O Evangelho      A Gênese
O Livro dos Médiuns      Série André Luiz      Educar      Família      
Home > O Céu e o Inferno
PARTE 2 – Exemplos-Cap. II- Espíritos felizes - Jobard 2 (Estudo 87 de 164)

       

Reflexão

1. A que se pode atribuir a lucidez de Jobard em relação às ideias que tinha quando encarnado, já que o Espírito não se torna mais sábio apenas porque desencarnou?

2. Por que Jobard não pode evitar que outros falassem em seu nome, já que tinha consciência disso e algumas vezes até esteve presente?

3. Do que depende a possibilidade de comunicação mesmo para os espíritos mais adiantados?

4. Como Jobard pode ver os espíritos mais adiantados do que ele, como citado no texto, já que só podemos ver quem está “abaixo” de nós?
  Conclusão deste estudo 
1998-2015 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo