Espiritismo Educação Recursos Ajuda Serviços
Estudos
Salas de Estudo      O Livro dos Espíritos      O Evangelho      A Gênese
O Livro dos Médiuns      Série André Luiz      Educar      Família      
Home > O Evangelho
Notícias Históricas (Estudo 3 de 135)

       

-------------------------------------------------------------------
EESE003b - Introducao - Item III
Tema: Noticias Historicas
-------------------------------------------------------------------

A - Texto de Apoio:

* Escribas. - Nome dado, a principio, aos secretarios dos reis de Juda' e a
certos intendentes dos exercitos judeus. Mais tarde, foi aplicado
especialmente aos doutores que ensinavam a lei de Moises e a interpretavam
para o povo. Faziam causa comum com os fariseus, de cujos principios
partilhavam, bem como da antipatia que aqueles votavam aos inovadores. Dai´
o envolve-los Jesus na reprovacao que lancava aos fariseus.

* Essenios ou esseus. - Tambem seita judia fundada cerca do ano 150 antes de
Jesus-Cristo, ao tempo dos macabeus, e cujos membros, habitando uma especie
de mosteiros, formavam entre si uma como associacao moral e religiosa.
Distinguiam-se pelos costumes brandos e por austeras virtudes, ensinavam o
amor a Deus e ao proximo, a imortalidade da alma e acreditavam na
ressurreicao.

* Fariseus (do hebreu parush, divisao, separacao). - seita que teve por
chefe Hillel (2), doutor judeu nascido na Babilônia, fundador de uma escola
célebre, onde se ensinava que só se devia depositar fé nas Escrituras.
Tomavam parte ativa nas controversias religiosas. Servis cumpridores das
praticas exteriores do culto e das cerimonias; cheios de um zelo ardente de
proselitismo, inimigos dos inovadores, afetavam grande severidade de
principios; mas, sob as aparencias de meticulosa devocao, ocultavam costumes
dissolutos, muito orgulho e, acima de tudo, excessiva ansia de dominacao.

* Nazarenos. - Nome dado, na antiga lei, aos judeus que faziam voto, ou
perpetuo ou temporario, de guardar perfeita pureza. Eles se comprometiam a
observar a castidade, a abster-se de bebidas alcoolicas e a conservar a
cabeleira. Sansao, Samuel e Joao Batista eram nazarenos. Mais tarde, os
judeus deram esse nome aos primeiros cristaos, por alusao a Jesus de Nazare.

* Portageiros. - Eram os arrecadadores de baixa categoria, incumbidos
principalmente da cobranca dos direitos de entrada nas cidades. Suas funcoes
correspondiam mais ou menos 'a dos empregados de alfandega e recebedores dos
direitos de barreira. Compartilhavam da repulsa que pesava sobre os
publicanos em geral. Essa a razao por que, no Evangelho, se depara
frequentemente com a palavra publicano ao lado da expressao gente de ma'
vida.

* Publicanos. - Eram assim chamados, na antiga Roma, os cavalheiros
arrendatarios das taxas publicas, incumbidos da cobranca dos impostos e das
rendas de toda especie, quer em Roma mesma, quer nas outras partes do
Imperio.

* Saduceus. - Seita judia, que se formou por volta do ano 248 antes de
Jesus-Cristo e cujo nome lhe veio do de Sadoc, seu fundador. Nao criam na
imortalidade, nem na ressurreicao, nem nos anjos bons e maus. Entretanto,
criam em Deus; nada, porem, esperando apos a morte, so´ o serviam tendo em
vista recompensas temporais, ao que, segundo eles, se limitava a providencia
divina.

* Samaritanos. - Para os judeus ortodoxos, eles eram hereticos e, portanto,
desprezados, anatematizados e perseguidos. O antagonismo das duas nacoes
tinha, pois, por fundamento unico a divergencia das opinioes religiosas; se
bem fosse a mesma a origem das crencas de uma e outra. Eram os protestantes
desse tempo.

* Terapeutas (do grego therapeutai, formado de therapeuein, servir, cuidar,
isto e: servidores de Deus, ou curadores). - Eram sectarios judeus
contemporaneos do Cristo, estabelecidos principalmente em Alexandria, no
Egito. Tinham muita relacao com os essenios, cujos principios adotavam,
aplicando-se, como esses ultimos, 'a pratica de todas as virtudes. Eram de
extrema frugalidade na alimentacao.

B - Questao para estudo e dialogo virtual:

1 - Por que Jesus contou a parabola do Bom Samaritano (cap. XV - ESE)?
  Conclusão deste estudo 
1998-2015 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo