Espiritismo Educação Recursos Ajuda Serviços
Estudos
Salas de Estudo      O Livro dos Espíritos      O Evangelho      A Gênese
O Livro dos Médiuns      Série André Luiz      Educar      Família      
Home > O Evangelho
O ponto de vista (Estudo 8 de 135)

       

-------------------------------------------------------------------
EESE008b - Cap. II - Itens 5 a 7
Tema: O ponto de vista
-------------------------------------------------------------------

A - Texto de Apoio:

* A ideia clara e precisa que se faca da vida futura proporciona inabalavel
fe' no porvir, fe' que acarreta enormes consequencias sobre a moralizacao
dos homens, porque muda completamente o ponto de vista sob o qual encaram
eles a vida terrena. Para quem se coloca, pelo pensamento, na vida
espiritual, que e' indefinida, a vida corporea se torna simples passagem,
breve estada num pai ingrato.

* Pelo simples fato de duvidar da vida futura, o homem dirige todos os seus
pensamentos para a vida terrestre. Sem nenhuma certeza quanto ao porvir, da'
tudo ao presente. (...) Colocando o ponto de vista, de onde considera a vida
corporea, no lugar mesmo em que ele ai´ se encontra, vastas proporcoes
assume tudo o que o rodeia. O mal que o atinja, como o bem que toque aos
outros, grande importancia adquire aos seus
olhos.

* Aquele que se acha no interior de uma cidade, tudo lhe parece grande:
assim os homens que ocupem as altas posicoes, como os monumentos. Suba ele,
porem, a uma montanha, e logo bem pequenos lhe parecerao homens e coisas.

* E' o que sucede ao que encara a vida terrestre do ponto de vista da vida
futura; a Humanidade, tanto quanto as estrelas do firmamento, perde-se na
imensidade. (...) Dai´ se segue que a importancia dada aos bens terrenos
esta' sempre em razao inversa da fe' na vida futura.

* (...) o desejo do bem-estar forca o homem a tudo melhorar, impelido que e'
pelo instinto do progresso e da conservacao, que esta' nas leis da Natureza.
Ele, pois, trabalha por necessidade, por gosto e por dever, obedecendo,
desse modo, aos designios da Providencia que, para tal fim, o pos na Terra.
Simplesmente, aquele que se preocupa com o futuro nao liga ao presente mais
do que relativa importancia e facilmente se consola dos seus insucessos,
pensando no destino que o aguarda.

* Deus, conseguintemente, nao condena os gozos terrenos; condena, sim, o
abuso desses gozos em detrimento das coisas da alma. Contra tais abusos e'
que se premunem os que a si proprios aplicam estas palavras de Jesus: Meu
reino nao e' deste mundo.

* O Espiritismo dilata o pensamento e lhe rasga horizontes novos. Em vez
dessa visao, acanhada e mesquinha, que o concentra na vida atual, que faz do
instante que vivemos na Terra unico e fragil eixo do porvir eterno, ele, o
Espiritismo, mostra que essa vida nao passa de um elo no harmonioso e
magnifico conjunto da obra do Criador.

B - Questao para estudo e dialogo virtual:

1 - 'A medida que a compreensao sobre a vida futura aumenta, de que modo as
pessoas passam a encarar os bens terrenos?
  Conclusão deste estudo 
1998-2015 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo