Espiritismo Educação Recursos Ajuda Serviços
Estudos
Salas de Estudo      O Livro dos Espíritos      O Evangelho      A Gênese
O Livro dos Médiuns      Série André Luiz      Educar      Família      
Home > A Gênese
O Instinto e a Inteligência - 1a. parte (itens 11 a 14) (Estudo 21 de 136)

       

1. Vejamos primeiro o que seja instinto. Kardec nos coloca que é uma força oculta que leva os seres organicos a realizarem atos espontaneos e involuntários.Os animais caçam por instinto e migram de uma regiao para outra pelo instinto. As plantas se movimentam em busca da luz tambem instintivamente.
Com o ser humano nao é diferente. Em seus primeiros momentos e durante parte da vida o homem é guiado por seus instintos. É assim que o recem-nascido procura o bico do seio ou da mamadeira, chora quando precisa de alguma coisa, imita o outro para ganhar uma recompensa. O proprio adulto utiliza-se de seus instintos para proteger-se de perigos ou de situacoes que já foram vivenciadas antes.

2. Se o ato instintivo nao é um ato inteligente revela uma causa inteligente pois podemos dizer que o instinto por ser resultado de um aprendizado é parte do inconsciente, arquivo mais profundo do psiquismo, é um guia seguro, pois é etapa já aprendida.
Ao contrário do instinto a inteligencia se manifesta por atos voluntarios, resultado de reflexao, por isso dizemos que a inteligencia é um atributo do Espirito, mas por ser livre é por vezes sujeita a erros.

3. Kardec nos coloca nestes topicos algumas indagaçoes a respeito de instinto e inteligencia. Uma delas diz que instinto e inteligencia teria um unico e mesmo principio que ao chegar a um certo grau de desenvolvimento deixaria de ser instinto para ser inteligencia.
Nesta hipotese em alguns casos a inteligencia poderia regredir ao estagio primitivo e passada a crise voltar a se desenvolver.
Sabemos que um nao anula o outro, pois em muitos atos do nosso cotidiano usamos instinto e inteligencia ao mesmo tempo.
4. Por ultimo Kardec nos coloca a hipótese de que o instinto seria um efeito da açao direta dos protetores desencarnados que supririam a imperfeiçao da inteligencia, uma especie de muletas das quais o ser humano se livraria na medida em que fosse capaz de guiar por sua propria inteligencia.

QUESTÕES PARA ESTUDO

a) O que é o instinto e qual as suas principais características?

b) O que é a inteligência e quais as diferenças principais em relação ao instinto?

c) Pode-se considerar que o instinto procede da matéria?

d) Como Kardec analisa o sistema segundo o qual o instinto se desenvolve e dá lugar à inteligenência?

e) Qual a hipótese que Kardec considera compatível com o ensinamento espírita?

  Conclusão deste estudo 
1998-2015 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo