Espiritismo Educação Recursos Ajuda Serviços
Estudos
Salas de Estudo      O Livro dos Espíritos      O Evangelho      A Gênese
O Livro dos Médiuns      Série André Luiz      Educar      Família      
Home > O Livro dos Espíritos
Introdução ao Estudo da Doutrina Espírita - itens III, IV e V (Estudo 2 de 193)

       

Centro Virtual de Divulgacao e Estudo do Espiritismo
Lista Estudo-l

============================================================
LE002
O LIVRO DOS ESPIRITOS- Allan Kardec, Introducao, itens III a
V
============================================================

A-Introducao ao Estudo da Doutrina Espirita

FENOMENOS QUE DERAM ORIGEM A DOUTRINA: "Lembremos a serie
progressiva dos fenomenos que deram origem a esta doutrina".
MESAS GIRANTES: O primeiro fato observado foi o da
movimentacao de objetos diversos. Designaram-no vulgarmente
pelo nome de mesas girantes ou danca das mesas. Este
fenomeno, que parece ter sido notado primeiramente na
America, entretanto a Historia prova que ele remonta a mais
alta antiguidade, se produziu rodeado de circunstancias
estranhas, tais como ruidos insolitos, pancadas sem nenhuma
causa ostensiva. Em seguida, propagou-se rapidamente pela
Europa e pelas partes do mundo. LE pag.17..
"As primeiras manifestacoes inteligentes se produziram por
meio de mesas que se levantavam e, com um dos pes, davam
certo numero de pancadas, respondendo desse modo - sim, ou
nao, conforme fora convencionado, a uma pergunta feita.
Obtiveram-se depois respostas mais desenvolvidas com o
auxilio das letras do alfabeto: dando o movel um numero de
pancadas correspondente ao numero de ordem de cada letra,
chegava-se a formar palavras e frases que respondiam as
questoes propostas.".LE,pag.20..

ESPIRITO OU GENIO: "O ser misterioso que assim respondia,
interrogado sobre a sua natureza, declarou que era Espirito
ou Genio, declinou um nome e prestou diversas informacoes a
seu respeito. Ha aqui uma circunstancia muito importante,
que se deve assinalar. E que ninguem imaginou os Espiritos
como meio de explicar o fenomeno; foi o proprio fenomeno que
revelou a palavra". LE, pag.20.
ESPIRITOS: "Os proprios seres que se comunicam se designam a
si mesmos pelo nome de Espiritos ou Genios, declarando,
alguns, pelo menos, terem pertencido a homens que viveram na
Terra. Eles compoem o mundo espiritual, como nos
constituimos o mundo corporal durante a vida terrena." LE
pag 23..


AS CESTAS: "Tal meio de correspondencia era demorado e
incomodo. O Espirito indicou outro. Foi um desses seres
invisiveis quem aconselhou a adaptacao de um lapis a uma
cesta ou a outro objeto. Colocada em cima de uma folha de
papel, a cesta e posta em movimento pela mesma potencia
oculta que move as mesas; mas, em vez de um simples
movimento regular, o lapis traca por si mesmo caracteres
formando palavras, frases, dissertacoes de muitas paginas
sobre as mais altas questoes de filosofia, de moral, de
metafisica, de psicologia, etc., e com tanta rapidez quanta
se se escrevesse com a mao". LE pag 20.

MEDIUNS: "A cesta ou a prancheta so´ podem ser postas em
movimento debaixo da influencia de certas pessoas, dotadas
de um poder especial, as quais se designam pelo nome de
mediuns, isto e - meios ou intermediarios entre os
Espiritos e os homens. As condicoes que dao esse poder
resultam de causas ao mesmo tempo fisicas e morais, ainda
imperfeitamente conhecidas, porquanto ha mediuns de todas
as idades, de ambos os sexos e em todos os graus de
desenvolvimento intelectual. E uma faculdade que se
desenvolve pelo exercicio."LE,pag.21.
"A experiencia deu a conhecer muitas outras variedades da
faculdade mediadora, vindo-se a saber que as comunicacoes
podiam igualmente ser transmitidas pela palavra, pela
audicao, pela visao, pelo tato, etc., e ate pela escrita
direta dos Espiritos, isto e, sem o concurso da mao do
medium, nem do lapis." LE pag.21.
Em certos casos, as respostas revelam tal cunho de
sabedoria, de profundeza e de oportunidade; exprimem
pensamentos tao elevados, tao sublimes, que nao podem emanar
senao de uma Inteligencia superior, impregnada da mais pura
moralidade. Doutras vezes, sao tao levianas, tao frivolas,
tao triviais, que a razao recusa admitir derivem da mesma
fonte. Tal diversidade de linguagem nao se pode explicar
senao pela diversidade das Inteligencias que se manifestam.
E essas Inteligencias estao na Humanidade ou fora da
Humanidade? Este o ponto a esclarecer-se e cuja explicacao
se encontrara completa nesta obra, como a deram os proprios
Espiritos." LE pag.22.

B - QUESTOES PARA ESTUDO:

1 - O que representou para o Espiritismo e a Sociedade da
epoca o fenomeno das mesas girantes?

2 - Que Kardec quis dizer com esta assertiva: " E que
ninguem imaginou os Espiritos como meio de explicar o
fenomeno; foi o proprio fenomeno que revelou a palavra".?

3 - Que representaram as cestas no intercambio mediunico, a
epoca da Codificacao?

4 - Qual o significado da palavra Medium segundo a
Introducao do LE?
  Conclusão deste estudo 
1998-2015 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo