Espiritismo Educação Recursos Ajuda Serviços
Estudos
Salas de Estudo      O Livro dos Espíritos      O Evangelho      A Gênese
O Livro dos Médiuns      Série André Luiz      Educar      Família      
Home > O Livro dos Espíritos
Sacrifícios (Estudo 113 de 193)

       

LE113 - Estudo Sintetico do Livro dos Espiritos
LIVRO DOS ESPIRITOS- Allan Kardec. Da Lei de Adoração
Parte Terceira. Capitulo II. Pergunta 669 a 673 .
Tema: Sacrifícios

a) Na alta antiguidade havia a prática de sacrifícios
humanos, que foram levados a faze isto por nao compreenderem
Deus como sendo fonte da bondade. Nestes povos antigos a
materia prevalecia e impunha-se sobre o espirito; eles se
entregavam aos instintos animais e por isto crueis.

b) Os sacrificios de animais precederam os sacrificios
humanos.

c) Estes sacrificios nao se originavam de sentimento de
crueldade, mas de uma falsa concepcao do que seria agradavel
a Deus, e com o tempo os homens cometeram abusos, imolando
os inimigos. De mais Deus nunca exigiu sacrificios, sejam de
animais ou de homens, pois ele nao pode ser honrado com a
destruiçao de suas criaturas.

d) Deus julga a intençao. Os homens ignorantes podem crer
que faziam um ato louvavel a Deus ao imolar um de seus
semelhantes, e neste caso Deus atentaria para o pensamento e
nao para o fato.

e) Com relaçao às chamadas guerras santas, estes povos sao
impulsionados pelos maus espiritos. Fazendo guerra aos
semelhantes, vao contra Deus, que manda ao homem amar ao
próximo como a si mesmo.

f) Deus sempre julga a intençao. Fazer sacrificios com
frutos da terra pode até ser mais meritorio, mas tudo é
intençao. Uma prece dita do fundo do coraçao é cem vezes
mais agradavel a Deus que todas as oferendas que pudesse
fazer. A intençao é tudo, o fato, nada.

g) Deus abençoa sempre os que praticam o bem. Deus nao
aprova cerimonias. O homem que se prende a exterioridade e
nao ao coraçao é um espirito de vista extreita.

PERGUNTAS PARA ESTUDO E DEBATE VIRTUAL

1) Como se explicam os sacrificios que eram praticados com o objetivo de agradar a Deus?

2) Podemos aceitar como justificáveis esses sacrifícios?

3) Pode uma guerra ser considerada agradável a Deus, notadamente quando feitas em seu nome?

4) Qual a melhor forma de agradar a Deus?
  Conclusão deste estudo 
1998-2015 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo