Espiritismo Educação Recursos Ajuda Serviços
Estudos
Salas de Estudo      O Livro dos Espíritos      O Evangelho      A Gênese
O Livro dos Médiuns      Série André Luiz      Educar      Família      
Home > O Livro dos Espíritos
Felicidade e infelicidade relativas - 1a.parte (Estudo 161 de 193)

       

R E S U M O

a) Do homem depende a suavização de seus males e de ser tão feliz quanto possível na Terra.

b) O homem estará feliz na Terra quando a Humanidade estiver transformada.

c) A felicidade terrestre é relativa à posição de cada um.

d) Alguns males antigem até o mais justo dos homens, devemos ser sempre resignados.

e) Quando um justo é infeliz, isso representa uma prova a seu favor, caso a suporte com coragem e resignação.



QUESTÕES PARA ESTUDO E PARTICIPAÇÃO:

1 - O homem pode gozar de felicidade plena na Terra? Por que?

2 - O que seria a felicidade relativa do homem na Terra, sobre a qual o LE nos fala?

3 - Como o homem pode evitar os males que independem de au maneira de proceder?

4 - Às vezes, devido à nossas imperfeirções, julgamos algumas provas como dons. A riqueza, por exemplo, é uma prova ou um dom? Por que?

5 - Novas necessidades criadas pela sociedade não são novas aflições também? Os gozos da Terra indicam a verdadeira felicidade?

6 - É real a infelicidade daqueles a quem falta o necessário? Explique.

  Conclusão deste estudo 
1998-2015 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo