Espiritismo Educação Recursos Ajuda Serviços
Estudos
Salas de Estudo      O Livro dos Espíritos      O Evangelho      A Gênese
O Livro dos Médiuns      Série André Luiz      Educar      Família      
Home > O Livro dos Espíritos
Decepções. Ingratidão. Afeições destruídas (Estudo 164 de 193)

       

a) As decepções oriundas da ingratidão e da fragilidade dos laços de amizade são uma fonte de amarguras ao
homem de coração. Porém, mais infelizes serão os ingratos e os infiéis, pois, mais tarde, toparão com corações
insensíveis, como o seu próprio o foi. A ingratidão é filha do egoísmo.

b) O próprio Jesus, quando no mundo, foi injuriado e menosprezado, tratado de velhaco e impostor. Não nos
admiremos, pois, com o que venha a ocorrer conosco. A ingratidão é uma prova para a nossa perseverança na
prática do bem. Ser-nos-á levada em conta e os que nos forem ingratos serão tanto mais punidos quanto maior
lhes tenha sido a ingratidão.

c) É um erro o homem de coração deixar-se endurecer devido às decepções oriundas da ingratidão. Sabe ele
que o bem que fez, se esquecido nesta vida, será lembrado em outra e o ingrato se envergonhará e terá remorsos
de sua ingratidão.

d) Da ingratidão pode surgir a idéia de que o homem seria mais feliz se fosse menos sensível. Seria a felicidade
do egoísta. Os amigos ingratos que o abandonam não são dignos de sua amizade, não havendo por que lamentar
o tê-los perdido.

e) Lastime, o homem, os que usam para com ele de um procedimento que não tenha merecido, pois bem triste
se lhes apresentará o reverso da medalha.

Comentário de Allan Kardec: "A natureza deu ao homem a necessidade de amar e de ser amado. Um dos
maiores gozos que lhe são concedidos na Terra é o de encontrar corações que com o seu simpatizem. Dá-lhe ela,
assim, as primícias de felicidade que o aguarda no mundo dos Espíritos perfeitos, onde tudo é amor e benignidade.
Dessse gozo está excluído o egoísta."


QUESTÕES PARA ESTUDO E PARTICIPAÇÃO:

1 - Que conseqüências pode nos trazer o sentimento de ingratidão?

2 - Como reagirmos, diante de uma ingratidão sofrida?

3 - Qual a recompensa daquele que pratica o bem e recebe em contra-partida uma ingratidão?
  Conclusão deste estudo 
1998-2015 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo