Espiritismo Educação Recursos Ajuda Serviços
Estudos
Salas de Estudo      O Livro dos Espíritos      O Evangelho      A Gênese
O Livro dos Médiuns      Série André Luiz      Educar      Família      
Home > O Livro dos Espíritos
Natureza das penas e gozos futuros (2a.part e) (Estudo 173 de 193)

       

a) Da parte dos Espiritos bons, é sempre boa a influencia que exercem sobre os outros. os perversos entretanto procuram desviar da senda do bem e do arrependimento aqueles que lhes parecem suscetíveis de se deixarem influenciar e que sao muitas vezes os que eles mesmos arrastaram ao mal durante a vida terrestre.

b) A morte nao nos livra das tentaçoes, entretanto a açao dos maus espiritos é sempre menor sobre os outros Espiritos do que sobre os homens, porque lhes falta o auxílio das paixões materiais.

c) Há a considerar um outro lado da questão: é que se as paixões nao existem materialmente, no Espirito, existem em pensamento. Os maus dao pasto a esses pensamentos. O avarento vê o ouro que nao pode possuir, o devasso orgias em que nao pode tomar parte; o orgulhoso, honras que lhe causam inveja, Existem Espiritos atrasados que dao vasao aos seus maus pensamentos conduzindo suas vitimas aos lugares onde se lhes ofereça o espetáculo das paixoes que querem neles excitar.

d) Nao há descriçao possivel dos sofrimentos maiores a que os Espiritos maus se veem sujeitos, como puniçao por certos crimes. Mesmo os que sofrem teriam dificuldade em nos dar uma idéia. Todavia, a crença na existencia de um "fogo eterno" nao passa de uma imagem criada para servir de freio às paixoes humanas, que por sinal nao deu resultado algum, mesmo entre os que a ensinaram.



QUESTÕES PARA ESTUDO E PARTICIPAÇÃO:

1 - De que modo os Espíritos utilizam-se das paixões para tentarem outros desencarnados?

2 - Como o Espiritismo esclarece o homem a respeito das penas e gozos futuros?


3 - A doutrina do "fogo eterno" contribui para o melhoramento do homem?
  Conclusão deste estudo 
1998-2015 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo