Espiritismo Educação Recursos Ajuda Serviços
Estudos
Salas de Estudo      O Livro dos Espíritos      O Evangelho      A Gênese
O Livro dos Médiuns      Série André Luiz      Educar      Família      
Home > O Livro dos Médiuns
SEGUNDA PARTE-DAS MANIFESTAÇÕES-Capítulo XX-Da influência moral–item 226 (Estudo 49 de 134)

       

Reflexões

1. Levando-se em conta que para ser um bom médium é necessário reformar-se, ou seja, trabalhar nossas qualidades morais, aprimorando-as, por que dizem os espíritos que a moralidade do médium não está relacionada com o desenvolvimento da mediunidade?

2. A mediunidade constitui um privilégio, um prêmio, ou é prova/expiação? Por quê?

3. Qual o finalidade fundamental do exercício da mediunidade?

4. O que caracteriza o mau uso da mediunidade e que conseqüências pode trazer para o médium?

5. Em que circunstâncias o médium deve refletir se a lição recebida se aplica a ele?

6. O que pode atrapalhar essa consciência do médium e o que fazer nesses casos?

  Conclusão deste estudo 
1998-2015 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo