Espiritismo Estudos Educação Ajuda Serviços
Recursos
Literatura      Tire suas dúvidas      Dúvidas respondidas
Artigos      Apostilas      Entrevistas publicadas      
Home > Entrevistas Publicadas > Walter Oliveira Alves
Entrevistado: Walter Oliveira Alves
Tema: Evangelização Infanto-juvenil
Número de questões: 30

Nota: O conteúdo das respostas é de inteira responsabilidade do autor, cabendo ao CVDEE o papel de divulgação e incentivo ao estudo da Doutrina Espírita.
Obs: A entrevista pode ser divulgada livremente em outros meios de comunicação, sendo obrigatória a citação da fonte.
Clique aqui para fazer o download da entrevista completa (formato TXT)

Questões
[#001] - Na sua opinião, como proceder com evangelizandos problemáticos? Eles estão no Segundo Ciclo (9/10 anos) e não se interessam, pois têm dificuldade para ler não conseguem participar.
[#002] - Diante do apelo tecnológico (mídia, internet, outros), como manter o atrativo da Doutrina Espírita junto aos pré-adolescentes e adolescentes?
[#003] - Qual a melhor maneira de abordar junto às crianças maiores, ao pré-adolescente e ao adolescente, assuntos tais como sexualidade, homossexualismo, drogas, vícios e mediunidade?
[#004] - De que forma o evangelizador deve agir com relação às diversas carências da criança? Não só carência material, mas, principalmente, a carência afetiva.
[#005] - A Sr. considera que dever-se-ia fazer, juntamente com a Evangelização Infantil, uma Evangelização familiar? Como o Sr. vê a questão da integração família/evangelizando?
[#006] - Seria viável um intercâmbio maior, mesmo diante todas diferentes formas culturais regionais, entre os diversos grupos ligados à Evangelização? Como isso poderia acontecer? Seria melhor e mais viável uma única orientação na área da Evangelização? Por que?
[#007] - Em seu livro "Pedagogia Espírita - metodologia e conteúdo", o Senhor coloca algumas sugestões de abordagem de uma primeira parte do programa proposto. Sairá uma sugestão quanto aos demais temas a serem abordados? Há uma previsão? As idéias ali expostas vieram através de experiências positivas? Ou trata-se de uma tese proposta pelo Senhor mesmo?
[#008] - Qual a sua visão com relação à Evangelização Espírita? De que forma as Casas Espíritas devem tratá-la? De que forma se deve haver uma maior integração entre aqueles que trabalham com Evangelização e aqueles que não?
[#009] - Poderia nos fornecer uma síntese de quem deva ser, de quem é: a) o evangelizador (o Sr. concorda com o termo, ou crê que o melhor seja Educador espírita?) b) o evangelizando
[#010] - A escola de evangelização espírita deve ter uma norma disciplinar parecida com uma escola comum? Por que?
[#011] - Há um grupo que vem se baseando para a Evangelização Espírita no livro "Aulas de transformação", de Marilu Martinelli, que trata dos valores humanos. Como o Senhor vê esta questão?
[#012] - Há quem ache que para se trabalhar com Evangelização Infanto-juvenil tem que ser jovem. Como o senhor vê esta questão?
[#013] - Crê o Senhor que apenas um encontro semanal entre crianças/adolescentes e evangelizadores é suficiente para passar toda a conceituação que se pretende através da Evangelização Espírita?
[#014] - Poderia nos dar qual a visão que tem da Evangelização no Brasil? De que forma se pode melhorar?
[#015] - De que forma vê a utilização da Internet para um intercâmbio maior, uma integração maior entre Evangelizadores, e divulgação de métodos?
[#016] - Todos sabemos da importância das atividades artísticas na Evangelização, mas também, dos cuidados que devemos ter com as dependências da criança. Minha pergunta: são adequadas atividades de dança na evangelização?
[#017] - O que fazer, quando uma criança tem comportamento estranho, em relação ao sexo, e os pais não percebem ou fingem não perceber?
[#018] - Tem-se visto mais, atualmente, encontros intermunicipais, interestaduais , destinados ao setor de Evangelização. Como o Sr. vê tais encontros? Qual a importância de se os realizar? Dever-se-ia haver uma maior fonte de integração neste sentido?
[#019] - De uma maneira prática, como o Senhor vê o uso do programa de "O Livro dos Espíritos" junto às crianças entre 2 e 4 anos? É válida sua utilização?
[#020] - A seu ver qual a importância de cursos específicos de preparação de evangelizadores? São necessários? Por que? Qual seria, no caso, a programação deste curso específico que melhor ajudaria?
[#021] - Qual é o seu ponto de vista quanto às comemorações dentro da casa espírita das datas comemorativas que nossa sociedade instituiu, como: dia das mães, dia dos pais, natal, etc. ?
[#022] - Qual a melhor forma de estimular a criança ou o adolescente a ingressar na evangelização, no caso de haver uma certa resistência por parte da criança? Devemos deixar pelo livre arbítrio delas?
[#023] - Qual a melhor maneira de trabalhar o assunto família, em uma instituição na qual os evangelizandos são internos, orfáos e portadores do HIV?
[#024] - Além dos livros de sua autoria e do pentateuco da codificação, qual bibliografia você considera indispensável ao evangelizador?
[#025] - Gostaria de informações acerca da evangelização de adultos, especialmente os grupos de pais que se formam em paralelo às aulas de evangelização infantil e de mocidade, uma vez que muitos desses pais têm pouco ou nenhum conhecimento doutrinário. Como elaborar um programa para atendê-los?
[#026] - No livro "Prática Pedagógica na Evangelização", você indica que surgirão outros volumes para completar o assunto, pois este trata apenas da primeira parte de O Livro dos Espíritos. Quando vai sair o segundo volume do livro?
[#027] - No seu livro "Introdução ao Estudo da Pedagogia Espírita - Teoria e Prática", você você afirma que o PENSAMENTO INTUITIVO tanto explora o SUBCONSCIENTE como também adentra as regiões superiores do SUPERCONSCIENTE. Como pode ser isso? Poderia explicar melhor?
[#028] - Walter, não é o momento já de nossos dirigentes e coordenadores do trabalho de evangelização, se voltarem ao estudo e prática das coisas com total desligamento das práticas "ecumênicas"? Seria isso uma forma de anuência , assim como a dos nossos irmãos católicos, para fazermos prosélitos?
[#029] - Como se deve tratar uma criança de cinco anos e meio de idade que é altamente sentimental e extremamente teimosa e desobediente? Como se deve agir nesse caso? Há alguma orientação nesse sentido? A criança é muito ligada à mãe, e diz que não sabe o porque de não conseguir obedecer à mãe, o pai e à família.
[#030] - Minha filha tem seis anos e gosta muito de livros relacionados a Deus, anjos, espiritualidade . Gostaria de saber como voltar esses assuntos para a idade dela com linguagem simples mas que de alguma forma ela "entenda" o recado.
1998-2015 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo