Espiritismo Estudos Educação Ajuda Serviços
Recursos
Literatura      Tire suas dúvidas      Dúvidas respondidas
Artigos      Apostilas      Entrevistas publicadas      
Home > Entrevistas Publicadas > Roberto Lúcio
Entrevistado: Roberto Lúcio
Tema: Visão médico-espírita das enfermidades
Número de questões: 45

Nota: O conteúdo das respostas é de inteira responsabilidade do autor, cabendo ao CVDEE o papel de divulgação e incentivo ao estudo da Doutrina Espírita.
Obs: A entrevista pode ser divulgada livremente em outros meios de comunicação, sendo obrigatória a citação da fonte.
Clique aqui para fazer o download da entrevista completa (formato TXT)

Questões
[#001] - Até que ponto devemos responsabilizar as vidas passadas por doenças com as quais nascemos ou adquirimos ao longo da vida? Uma doença que não está nos planos da vida da pessoa no momento da reencarnação, pode ser adquirida ao longo da vida?
[#002] - Sou médica homeopata, espírita e também Terapeuta Floral. Sempre tenho dúvida quando preciso entrar na Doutrina Espírita para ajudar o paciente, pois não gosto de misturar religião e profissão. O Sr. Poderia dar sua opinião sobre o assunto?
[#003] - Como é vista a medicina espírita dentro do contexto alopático?
[#004] - Até que ponto a tireóide é influenciada pela mediunidade? Qual a função mediúnica desta glândula e quais as alterações que pode sofrer quando da aproximação de uma entidade desencarnada? O desequilíbrio no seu funcionamento será sempre de caráter espiritual?
[#005] - O que representa, espiritualmente falando, um tumor na hipófise?
[#006] - O Sr. poderia falar-nos algo a respeito da cura pela fé, à luz da ciência atual? E ainda indicar-nos livros ou estudos que tratam deste assunto sob esta ótica?
[#007] - Hipotireoidismo crônico, provocado por tireoidite de Hashimoto, vem sendo informada como incurável pelos médicos ortodoxos. Teríamos alguma orientação direta dentro da visão médico-espírita?
[#008] - Sou bióloga, com concentração em imuno e microbio. Na atualidade observa-se avanço tecnológico bastante importante, mas por vezes não é possível manter a qualidade de vida do paciente terminal, e não é incomum vermos pessoas nas quais parece que toda condição humana foi retirada, principalmente em doenças acompanhadas de estigma socio-cultural, como é o caso da AIDS. Isto é grave e doloroso; porque além da dor física inimaginável há o abandono de parentes, amigos e por vezes até de alguns maus profissionais. Solicito opinião sobre eutanásia. Particularmente não sei até onde eu resistiria se privada de dignidade e humanidade e em meio a um mar de misérias provocadas pela progressiva descaracterização do nosso corpo e suas funções.
[#009] - De que forma os médicos espíritas podem contribuir para os que não são Espíritas terem uma visão melhor do perispírito, já que as doenças ou a grande maioria, está localizada no perispírito?
[#010] - Gostaria de saber, segundo a doutrina espírita, qual a concepção de doença mental e qual a proposta de tratamento.
[#011] - O câncer é uma doença espiritual?
[#012] - Porque existem doenças que aparecem e depois desaparecem sem tratamento médico? Eu pergunto por que tive gota, e desapareceu, tive retrocolite ulcerativa e sarei com tratamento de cromoterapia.
[#013] - Diz-se que doença é pausa para meditação, para questionamentos, lição...Quanto mais difícil, mais longa, é o que necessita aquele espírito, você concorda com isso? Se a doença é lição, é remédio, qual o papel do médico espírita, qual o seu posicionamento perante o exercício da medicina?
[#014] - Gostaria de saber sobre a terrível doença chamada lúpus, pois tenho uma sobrinha de 12 anos cuja doença se manifestou agora. Que relação cármica teria esta doença com os pais e a própria doente?
[#015] - Porque uma pessoa, que foi muito boa nesta vida, tem uma morte tão ruim, como câncer de pulmão, com tanto sofrimento para ele e a família?
[#016] - Baseando-se em sua experiência acadêmica , qual seria sua opinião, para nos dias atuais, haver um surto tão grande de doenças que comprometem o sistema nervoso?
[#017] - Qual a visão da doutrina espírita em relação às fobias, mais especificamente a agorafobia?
[#018] - Transtorno do Pânico (Síndrome do Pânico) e/ou Transtorno de Ansiedade Antecipatória, não tem cura, ainda, pela ciência ortodoxa, apenas controle com antidepressivos e ansiolíticos. Na visão espírita pode ser derivada de obsessão ou desequilíbrio do corpo perispirítico? A terapia do passe ajuda muito pouco, o que fazer, com essa doença crônica?
[#019] - O que o senhor acha do conceito de morte cerebral e sua relação com os transplantes? Será que a morte cerebral indica realmente morte completa, mesmo que o coração da pessoa esteja batendo?
[#020] - Como é vista a Depressão na visão Espírita?
[#021] - Como podemos diferenciar uma doença meramente física de uma doença da Alma?
[#022] - É possível que um médium assimile o problema de saúde de uma pessoa que tenha muita afinidade?
[#023] - Durante o sono freqüentemente acordo e não reconheço o lugar que estou e nem as pessoas que estão do meu lado. Às vezes vejo pessoas e converso com elas e na hora não consigo perceber que elas são espíritos. Existe a possibilidade de perdermos a razão e não retornamos a realidade? Já tenho 40 anos e ainda sou sonambúlica; porque? é uma enfermidade?
[#024] - As doenças congênitas estão relacionadas as vidas passadas? É possível a recuperação de uma doença congênita como por exemplo HIPERPLASIA SUPRARENAL CONGÊNITA onde existe a falta de uma enzima provocando um problema hormonal? A cura espiritual para este caso é possível?
[#025] - Tenho muita curiosidade de saber qual a posição da doutrina espírita quanto a doação de órgãos.
[#026] - A Doutrina Espírita nos ensina que o corpo físico é tão-somente um reflexo do que somos de fato (Espíritos). Ouve-se também em nosso meio que a doença quando se manifesta no corpo físico ela já estaria instalada no perispírito. Se assim o é, como se processa a cura, uma vez que se estaria tratando o efeito e não a causa?
[#027] - Gostaríamos que o Senhor tecesse algumas considerações acerca da ação do fluido magnético, que ao nosso ver, às vezes age como protagonista e outras vezes como coadjuvante na cura das enfermidades.
[#028] - Gostaria de saber até que ponto uma doença como a ansiedade pode ser provocada por espíritos. E quanto ao ciúme, pode ser considerado uma doença?
[#029] - Como entender na visão espírita um erro médico cuja conseqüência deixa a pessoa inválida, ou causa a morte ou deixa alguma dor? E como, na mesma doença, uma pessoa pode se curar através de passes e outra não?
[#030] - Gostaria de saber, sob ponto de vista espiritual, as causas e conseqüências das enfermidades do seio da face (sinusite, rinite e outras) e sua correlação, se existir, com os centros de força (chakras).
[#031] - Meu questionamento é a respeito da TPM (tensão pré-menstrual), pela qual a maioria das mulheres passam, variando os graus de intensidade dos sintomas. Seria uma enfermidade ou apenas um processo natural do ser humano feminino? Que influências exerce o espírito no físico da mulher, quando a mesma passa pela TPM? Dentro da visão médico-espírita, quais seriam os conselhos oferecidos pelo Sr. para que os efeitos da TPM possam ser melhor administrados pelas mulheres?
[#032] - Sinto constantemente a presença de espíritos em minha casa. Mudei-me recentemente (um mês) para a casa dos nossos sonhos após um longo tempo de lutas e suor. Porém, desde que mudei-me não consigo encontrar a paz tão desejada. Sinto-me enferma de uma forma que não consigo explicar (dores terríveis de cabeça). Meu marido e filha ficam preocupados pois encontram-me bastante abatida no final do dia. Como posso pesquisar esse tipo de enfermidade? Amo minha família e, sinceramente, nem eu mesma estou me reconhecendo. O que fazer?
[#033] - Até que ponto os pensamentos influem na saúde da pessoa? As pessoas negativas, são "atacadas" pelos "pensamento-forma" que elas próprias geram?
[#034] - A gastrite emocional pode ser relacionada de alguma forma a um processo obsessivo?
[#035] - Como o Espiritismo explica os casos de doenças terminais em que o paciente é salvo por meio de transplantes de órgãos, mudando o rumo de sua vida?
[#036] - Eu tenho fortes dores de cabeça a mais de 12 anos. Já fui em vários médicos e tudo está normal conforme os exames. Porém sempre tenho impressão e sonhos que estou levando tiros na cabeça; eu posso pensar que tenho uma enxaqueca normal, ou realmente é coisa do meu passado?
[#037] - Minha filha tem 12 anos e sofre de constantes alergias de pele. Já consultamos vários Dermatologistas e Homeopatas, que prescrevem tratamento com corticóides, sem resultado. Sempre aparecem novas alergias. Pode ser de fundo emocional? Pode ter alguma razão transcendental à matéria? Como ela está entrando na adolescência, este problema começa a lhe causar constrangimentos. O que poderemos fazer para ajudá-la?
[#038] - A pergunta é um exemplo: se tenho um tumor maligno que me fará desencarnar em 6 meses e existe solução médica para o problema, posso aceitar que é uma dívida que devo pagar e não aceitar a solução médica e desencarnar em 6 meses? Sabendo que adiaria o desencarne com solução médica, não poderia ser culpado por não aceita-la e precipitar o desencarne? Tenho crédito por aceitar a morte? Sou um suicida por não adia-la?
[#039] - Meu pai está com 65 anos e nunca fez um exame mais profundo de sua saúde. Morre de medo de médico e hospital e está com hernia pubiana. Ele é dentista (ou seja um paramédico). Como você explicaria tanta fobia de médicos e doenças em um espirito que teoricamente tem maior parcela de responsabilidade sobre seu corpo, já que alem de paramédico considera-se espirita?
[#040] - É o perispírito o "molde" do corpo? E nos natimortos, que não tiveram desde o inicio de sua formação a presença de um espírito, como então este corpo foi "moldado"?
[#041] - Meu filho quando tinha 5 anos era sonâmbulo, foi detectada disrritmia acentuada, foi tratado com anti-epiléticos até os 10 anos, quando os sintomas desapareceram, mas os exames continuavam demonstrando disrritmia. Ele tomou remédios ate os 12 anos. Hoje ele tem 16 anos esta ótimo, mas os exames demonstram uma outra realidade. Já fui a muitos médicos mas nenhum soube me explicar o que acontece. O Sr., como espírita, poderia explicar?
[#042] - Estive grávida durante 4 meses e um exame de rotina detectou uma deficiência genética que provocaria retardamento físico e mental completo e em alto grau no meu bebe. Poderia até ser que não houvesse formação do cérebro e então ocorreria morte intra-uterina me trazendo sérios riscos, inclusive de vida (morte). Fui aconselhada a fazer uma intervenção e interromper a gestação, mas a culpa me persegue indefinidamente. Gostaria de saber se há, no ponto de vista espiritual, uma explicação para o fato de um bebe, tão querido, aguardado por quatro "imensos" anos, encarnar já com tantos problemas e talvez até com a pré-destinação de ficar tão pouco tempo entre nós?
[#043] - Quando uma criança nasce sem o cérebro nós, como espíritas devemos doar seus órgãos ou não? Tenho esta dúvida por acreditar que o Espírito reside na mente. Se a criança não tem uma mente, posso crer que ali só se encontra um corpo?
[#044] - Tenho uma amiga que gosto muito que sofre de nefrite. Onde encontrar literatura espírita específica sobre este tema?
[#045] - Gostaria de saber na visão espírita qual seria a origem das doenças no útero, como por exemplo as feridas.
1998-2015 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo