Espiritismo Estudos Educação Ajuda Serviços
Recursos
Literatura      Tire suas dúvidas      Dúvidas respondidas
Artigos      Apostilas      Entrevistas publicadas      
Home > Entrevistas Publicadas > Wilson Garcia
Entrevistado: Wilson Garcia
Tema: Espiritismo e renovação sócio-cultural
Número de questões: 18

Nota: O conteúdo das respostas é de inteira responsabilidade do autor, cabendo ao CVDEE o papel de divulgação e incentivo ao estudo da Doutrina Espírita.
Obs: A entrevista pode ser divulgada livremente em outros meios de comunicação, sendo obrigatória a citação da fonte.
Clique aqui para fazer o download da entrevista completa (formato TXT)

Questões
[#001] - Gostaria de saber como os centros espíritas podem trabalhar os problemas sociais, sem cair no assistencialismo, considerando a dificuldade enfrentada por estas agremiações, principalmente no que concerne à escassez de voluntários e de recursos.
[#002] - Você acha que temos em nosso meio fundamentalistas espíritas? Onde buscar o equilíbrio?
[#003] - Por que, mesmo com os conhecimentos adquiridos através da DE, não há no meio social uma modificação real e palpável de comportamento?
[#004] - De uma maneira distorcida que seja já vem sendo veiculado de forma natural a questão da reencarnação. Qual o motivo, então, de vermos, ao invés de uma renovação sócio-cultural, estamos vivenciando períodos aonde a violência vem sendo maior?
[#005] - Muito se fala e se faz no campo da assistência social, a fim de poder amenizar as desigualdades. No entanto, tais atividades geralmente ofertam o "peixe" pronto, quando seria talvez mais adequado ensinar a pescar. Como você compreende essa área assistencialista que deveria ajudar na renovação , mas , se mata a fome, também contribui para uma manutenção do mesmo estado social?
[#006] - Onde e de que forma deve ser a atuação dos espíritas para que haja uma renovação junto à sociedade? De que forma se daria essa renovação cultural através do Espiritismo?
[#007] - Como você encara o que Kardec inseriu na 5ª ed. de O Livro dos Médiuns, cap. III, item 35 na renovação sócio-cultural, ante a terrível reação que os "evangélicos" fazem a esta declaração do codificador por ter excluído o Evangelho das obras básicas do Espiritismo? Gostaria de lembrar que a referida ed. do LM ocorreu em 1868 e a seleta que Kardec fez da Revue Spirite é posterior, até ao livro Gênese, portanto, tida como sendo a 4ª obra básica.
[#008] - Como tratar assuntos de dogmas como casamentos, batismos etc. para os espíritas que insistem nessa necessidade, mesmo sabendo que às vezes eles têm um aspecto apenas social?
[#009] - O Espírito Emmanuel parece dentre os espíritos que trazem o pensamento das esferas mais altas o mais profético deles. No livro Servidores do Além, lição 1 - Onde o remédio ? , 1ª ed., Ed.IDE, em certo momento afirma: "Todos os pensadores se reúnem para comentar as necessidades dos tempos. Os políticos convocam ministérios e gabinetes, os filósofos aventam teorias novas em sociologia, mas a verdade é que os cataclismos caminham no ar, sem que os poderes humanos consigam determinar-lhe a marcha. Todos os corações sentem que existe algo para acontecer, aguardam angustiados uma novidade nos ares, como se sombrios vaticínios pesassem sobre sua vida de relação e a realidade é que nem os políticos e nem os filósofos, nem os economistas e nem os sociólogos podem dirimir as profecias singulares e dolorosas, impossibilitados de recurso, desconhecendo o remédio necessário à paz coletiva e à prosperidade mundial." No seu entendimento esta " renovação sócio cultural" tem um sentido apocalíptico como diz Emmanuel ou se dará gradualmente? e o Espiritismo dentro deste contexto?
[#010] - Qual a sua sugestão sobre "como ensinar ao jovem espírita que ele não precisa fazer o que todo mundo faz (sociedade massificada) e que ele pode ser uma peça fundamental da renovação dos nossos "costumes" sociais?"
[#011] - Caro confrade Wilson Garcia. Diante de tantas inovações tecnológicas , científicas e culturais, como sensibilizar os companheiros de ideal espírita, que se esquivam a participarem de estudos, congressos, seminários, leituras , por estarem tão presos a hábitos de sedentarismo mental e pensarem em Espiritismo somente em seu aspecto religioso?
[#012] - Deve o espírita lutar em todos os órgãos sociais e políticos visando sempre o bem estar do cidadão. Deve exercer cargo público, sem mistura é claro, o Trabalho espírita com o trabalho na política?
[#013] - Meu amigo, Wilson. No consolador, através da obra de Kardec, podemos ver inúmeras referencias a uma ordem universal, que reunirá os homens sob uma única verdade. Tenho pensado muito no assunto, e ultimamente tenho observado a globalização como uma das vertentes desta nova ordem. Será que estou certa ao achar que a globalização é um primeiro passo para nós conseguirmos caminhar para um mundo sem barreiras discriminatórias e territoriais?
[#014] - Wilson, Muita paz! Eu e meu namorado temos conversado bastante sobre a riqueza e as desigualdades sociais e surgiram algumas dúvidas apesar de partirmos de sólidos preceitos espíritas, tais como:·(1) a riqueza e a pobreza são provas/expiações para os espíritos;·(2) nos dias atuais para demonstrar seu desapego aos bens materiais (honestamente adquiridos) não precisa o homem ficar nu em praça pública e distribuir seus bens indo residir em favelas;·(3) há nos dias atuais e sempre houve uma grande desigualdade na distribuição das riquezas. Entretanto, nem todos podem proprietários, empresários, coronéis, presidentes, governadores uns comandam outras executam. Porém deve haver justiça do mais forte para com o mais fraco e o salário justo deve ser o resultado do trabalho honesto. Isto posto, gostaria de informações sobre a questão: um espírita que participasse ativamente do movimento espírita e socialmente usufruísse riqueza (empréstimos divinos) poderia gozar das benesses oriundas do seu poder aquisitivo ou seja, gastar o seu salário como bem lhe aprouver ou deveria doar todo seu excedente para os pobres?
[#015] - Que relações se pode traçar entre o Espiritismo e o chamado Terceiro Setor?
[#016] - No mundo atual onde os valores morais são cada vez mais postos de lado, onde só se vê corrupção, ganância, sensualidade, erotismo, vícios, como pode o espiritismo mudar a situação?
[#017] - Como o espiritismo irá contribuir para a renovação sócio cultural, nesta sociedade de hoje com tantos valores invertidos, com a mídia atual deseducando ao invés de formar o cidadão para vida social e cultural saudável?
[#018] - Tenho observado que todas as Religiões Protestantes, bem como a Igreja Católica, são radicalmente contrárias à Doutrina Espírita. São unânimes em afirmar que o Espiritismo é demoníaco. Isso não atrapalha o trabalho de renovação sócio-cultural promovido pela Doutrina Espírita? Quantas pessoas poderiam se beneficiar de transformadoras mensagens, e, ao invés disso, temem o Espiritismo por ter obtido informações tão terríveis a seu respeito?
1998-2015 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo