Espiritismo Estudos Educação Ajuda Serviços
Recursos
Literatura      Tire suas dúvidas      Dúvidas respondidas
Artigos      Apostilas      Entrevistas publicadas      
Home > Entrevistas Publicadas > Edvaldo Kulcheski
Entrevistado: Edvaldo Kulcheski
Tema: Ação do Espírita na Sociedade
Número de questões: 15

Nota: O conteúdo das respostas é de inteira responsabilidade do autor, cabendo ao CVDEE o papel de divulgação e incentivo ao estudo da Doutrina Espírita.
Obs: A entrevista pode ser divulgada livremente em outros meios de comunicação, sendo obrigatória a citação da fonte.
Clique aqui para fazer o download da entrevista completa (formato TXT)

Questões
[#001] - Sou espírita e estudante de psicologia. 90% dos meus professores são cépticos. Não querem nem ouvir falar em espiritismo e alguns tem ainda como perturbações da psique. A pergunta é a seguinte, qual seria o melhor comportamento meu como espírita/estudante, em relação aos meus professores?
[#002] - Que interação política deve se estender uma ação do espírita na sociedade? Uma ação política partidária deve levar em consideração os princípios da doutrina espírita?
[#003] - Como fazer para mudar o gosto pelo sofrimento de muitos espíritas que sofrem por que, segundo eles, é da vontade de Deus, ou porque acreditam ser este seu "carma"?
[#004] - Ontem recitei poesia espírita e distribuí mensagens de otimismo na rua em frente da prefeitura de Luziânia-Go; isto é lícito fazer? O que é que você acha?
[#005] - Gostaria de saber até que ponto os espíritos podem influenciar em nossas vidas?
[#006] - Acredito muito no mundo dos espíritos, acredito em anjo da guarda, tenho uma certa sensibilidade, sinto sempre alguma presença perto de mim, só não consigo ver. Até falo com eles e sei , que muitas vezes em sonhos, eles me ajudam, muitas vezes me dando bons conselhos. Gostaria muito de ter contato com os espíritos. Sei que isso, não é só querer, e sim ser escolhido. Tem alguma possibilidade, de eu poder ter contatos com eles? Gostaria muito de poder ver o meu anjo da guarda e agradecê-lo por tudo.
[#007] - Os jovens filhos de espíritas, questionam com os pais a freqüência a boates, bares noturnos etc. Às vezes se sentem ridicularizados pelos amigos, por não beber, por não fumar. Como enfrentar essa situação?
[#008] - Às vezes somos convidados a ser padrinhos de casamento ou batizar alguma criança na igreja católica. Pelos nossos princípios e convicção espírita onde não existem dogmas, agradecemos o convite por ver nele uma manifestação de amizade e confiança, mas com muito tato e procurando não melindrar quem nos convida, recusamos o convite, nos dispondo, no caso de casamento ser padrinhos no casamento civil. Está correta esta atitude? Os filhos de casais espíritas devem ser batizados? E o casamento na igreja, é permitido?
[#009] - Somos espíritas. Qual a melhor atitude, quando convidados para missa de sétimo dia. Agradecer, explicando que não somos católicos ou comparecer, ficando na retaguarda, por não conhecer os dogmas da igreja, embora como em qualquer outro lugar, nos mantenhamos em prece em benefício do falecido?
[#010] - Há uma tendência do Poder Público assumir trabalhos assistenciais tais como distribuição de cestas básicas, medicamentos, roupas e até as creches antes mantidas por muitas instituições estão passando para a responsabilidade de Órgãos Públicos como a Secretaria do Bem Estar Social. Mediante isto, quais as novas frentes de trabalho assistencial que devem ser buscadas pelas Casas Espíritas para os próximos anos, visando sempre a divulgação da doutrina e a caridade?
[#011] - Como um espírita pode contribuir para um mundo mais humano e justo?
[#012] - Como devem os evangelizadores estar preparados para trabalhar com crianças de áreas de risco de grandes cidades (quero dizer, favelas com domínio do narcotráfico e com pais totalmente alheios a sua formação)?
[#013] - Gostaria que me dissessem porque o preconceito não permite que o Espiritismo possa fazer muito mais por aqueles nossos irmãos que ainda não o entendem?
[#014] - Às vezes fecho os olhos e consigo ver nitidamente pessoas que nunca vi antes. Isso ocorre quando estou orando. Outro dia estava no dentista e ouvi a voz de uma mulher que foi no consultório e mesmo antes de ver seu rosto já sabia sua fisionomia. Quando eu a vi fiquei assustada, pois a mulher era exatamente como eu havia imaginado. Qual a explicação para este fato?
[#015] - Estamos tentando melhorar um trabalho Social que desenvolvemos na Sociedade Espírita "O Semeador", em Salvador. Trabalhamos com apoio a um grupo de gestantes de uma comunidade carente, mas não temos desenvolvido um planejamento de trabalho com estas Gestantes. Você pode nos ajudar?
1998-2015 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo