Espiritismo Estudos Educação Ajuda Serviços
Recursos
Literatura      Tire suas dúvidas      Dúvidas respondidas
Artigos      Apostilas      Entrevistas publicadas      
Home > Entrevistas Publicadas > Adenauer Novaes
Entrevistado: Adenauer Novaes
Tema: O psiquismo humano e a mediunidade
Número de questões: 33

Nota: O conteúdo das respostas é de inteira responsabilidade do autor, cabendo ao CVDEE o papel de divulgação e incentivo ao estudo da Doutrina Espírita.
Obs: A entrevista pode ser divulgada livremente em outros meios de comunicação, sendo obrigatória a citação da fonte.
Clique aqui para fazer o download da entrevista completa (formato TXT)

Questões
[#001] - Existe relação entre as pessoas que possuem DDA (Distúrbio do Déficit de Atenção) e a Mediunidade?
[#002] - O que realmente significa psiquismo e qual sua relação com a mediunidade ostensiva?
[#003] - O psiquismo pode dominar a mediunidade, mas a mediunidade pode dominar o psiquismo?
[#004] - Seria o psiquismo a base para que o fenômeno mediúnico se exteriorize (tome forma) no mundo físico?
[#005] - A mediunidade pode contribuir para evoluir ou aprimorar nosso psiquismo?
[#006] - Doentes mentais que assim estão devido a obsessões, estariam com o psiquismo em desarmonia consigo mesmos e incompatibilidade com a mediunidade do doente?
[#007] - Como podemos harmonizar o nosso psiquismo com a nossa mediunidade?
[#008] - É a mediunidade que se torna incompatível ao psiquismo ou é o psiquismo que se torna incompatível à mediunidade?
[#009] - Como entender a questão do animismo e ter a convicção de que em uma mensagem recebida tem de fato o conteúdo do espírito desencarnado?
[#010] - O inconsciente, que o padre Quevedo prega, tem o poder que ele prega de captar tudo 200 anos no passado e no futuro, e com isso negar a mediunidade?
[#011] - Por que, para a maioria das pessoas, é tão difícil (e mesmo impossível) colocar em prática na existência terrena aquilo que foi programado por ela mesma no plano espiritual? Conheço médiuns que estão fracassando e mesmo recusando-se a cumprir a sua tarefa mediúnica - semelhante ao narrado por André Luiz no livro de sua autoria "Os Mensageiros" psicografado por Chico Xavier. Essas pessoas estão sendo avisadas pela espiritualidade, têm consciência de que estão agindo contra a sua programação e, mesmo assim, persistem no erro. Um desses médiuns que conheço é médico, tem PhD, criado em uma família espírita e sofre de Transtorno de Personalidade Narcisista em grau bem elevado. Ele tem plena consciência do que ocorre com ele, bem como das conseqüências presentes e futuras de suas ações. Recusa-se terminantemente a se tratar e gosta da vida fútil, mesquinha, superficial, mentirosa, imoral, pervertida e devassa - cheia de ódio e inveja - que leva. Como ficará (provavelmente) a situação dessa criatura após o desencarne, se o fim inexorável do narcisista é a auto destruição? O que ainda pode ser feito aqui no plano terreno por ela?
[#012] - Possuo problemas para me comunicar. Às vezes, converso normalmente com as pessoas. Mas, outras vezes parece que meus pensamentos fogem e não sinto vontade de falar com ninguém. Sinto-me muito mal por causa disso. Já estive pensando que pode ser da minha criação, pois não há diálogo na minha casa. Sinto-me fraca. Por que está acontecendo isso, você tem uma sugestão para o meu problema? Já pensei em fazer regressão. Tenho 16 anos, nasci dia 30 de Outubro.
[#013] - Em termos práticos, o que acontece à psique humana quando da eclosão da mediunidade? Como deve o ser se dirigir para distinguir positivamente as impressões causadas pelos irmãos desencarnados?
[#014] - Até que ponto, um médium tido como equilibrado, interfere em uma comunicação? No caso específico o médium tinha consciência dos fatos, conhecia o espírito comunicante quando vivo. Ocorre que o médium "ficou" inconsciente durante o comunicado. Daí a dúvida quanto ao direcionamento que a mente pode ou não conduzir. Teria a espiritualidade o total domínio da situação para que o comunicado fosse o mais fiel possível?
[#015] - O que fazer quando a mediunidade eclode em nosso ser, e temos necessidade de compartilhar com algum médium mais experiente nossas impressões a respeito? E quando não há este médium, esta pessoa a qual possamos trocar tais impressões, em nossa Casa Espírita, por "N" motivos?
[#016] - O equilíbrio humano está diretamente ligado a seu conceito de felicidade e esta percepção de valor de felicidade é um atributo puramente individual. Considerando que em nosso estágio evolutivo, é praticamente impossível se alcançar o estado de felicidade absoluta e o sofrimento meio imprescindível de crescimento, não seria um fator de desequilíbrio a constatação de que o ser humano só é capaz de usufruir de estados de felicidade relativa?
[#017] - Como neutralizar o animismo nas comunicações mediúnicas recebidas? Mesmo sendo médium psicógrafo ou psicofônico, estamos envolvidos em fluidos deletérios, por estarmos inseridos em um mundo de provas e expiações, sabendo que o estudo e o trabalho na seara espírita ajuda e muito nesta neutralização, dias há que estamos sobrecarregados com os problemas corriqueiros, pessoais, etc. Como fazer para que as manifestações de nosso espírito, não comprometa as comunicações?
[#018] - Qual o tipo de mediunidade de Joanna D´arc?
[#019] - Até que ponto os registros do passado no psiquismo humano influenciam em nossas atitudes sem que possamos tomar conhecimento, cometendo erros?
[#020] - O inconsciente coletivo de Jung soluciona todos os enigmas da mediunidade, como querem os materialistas ou adversários do Espiritismo?
[#021] - A telepatia se dá em quais níveis? Inconsciente ou consciente? Ou os dois? O telepata "pega" informações do inconsciente?
[#022] - O Super-esp, uma mistura de telepatia, clarividência e precognição, que cientistas americanos acreditam, respondem realmente todos os fenômenos mediúnicos, como meros fenômenos materiais?
[#023] - Há alguma relação entre epífise, psiquê e mediunidade? Quais?
[#024] - Léon Denis, no livro "Cristianismo e Espiritismo", página 186, diz: "(...) o inconsciente não é mais que uma forma da memória, um despertar em nós de lembranças, de faculdades, de capacidades adormecidas.". Com isso, inconsciente não tem nada com a precognição ou ele não pode também dar uma qualidade para um semi-analfabeto escrever como Castro Alves, como os parapsicólogos acreditam? Este pensamento está correto?
[#025] - Qual é a visão espírita da "síndrome de Jerusalém", aquela em que pessoas ao chegarem nesta cidade passam a pensar que são o messias ou um dos profetas? Obsessão coletiva? Formas-pensamentos? Mediunidade distorcida? Ou apenas doença mental?
[#026] - A depressão e a loucura podem estar ligadas a uma mediunidade que não é trabalhada ou cuidada? Como distinguir se é um processo mediúnico ou psíquico?
[#027] - Qual a relação entre sonhos, mediunidade e psiquê humana?
[#028] - Muito se tem falado ultimamente nas casas espíritas do interior do estado de SP sobre o desdobramento perispiritual através das técnicas da Apometria e a possibilidade do tratamento psíquico. Teria muito animismo nessa abordagem? Como o Sr. entende essa questão?
[#029] - No caso de obsessão, qual e influência dos remédios alopáticos na cura do paciente?
[#030] - Como vermos a questão da afinidade e sintonia mediúnica na visão psicológica? O médium e o espírito comunicante devem possuir os mesmos sentimentos e emoções para dar certo?
[#031] - Gostaria de saber se os sonhos têm alguma relação com a mediunidade.
[#032] - Dos livros de Ramatis, há muita influência do médium? Como saber se Ramatis é uma criação do médium ou se o espírito é quem diz ser? Há algum estudo sobre isso?
[#033] - Gostaríamos de saber o que é psiquismo, considerando-se os postulados e ensinamentos da revelação espírita. Existe diferença entre psiquismo e mente?
1998-2015 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo